DESTAQUES

Do nada, fiquei deprimida. O que fazer?

Eduardo Ferreira Santos 14/06/2017 PSICOLOGIA
Do nada, fiquei deprimida. O que fazer?
Fonte: imagem Pixabay
Observe como seu estado de humor ficará nos próximos dias

por Eduardo Ferreira Santos

Depoimento de uma leitora:

“Estava feliz e tudo ia bem na minha vida. De três dias pra cá, acordei mal, com vontade de chorar toda hora, como se tivesse perdido meu namorado ou alguém muito querido. Mas nada aconteceu. Eu pensei que pudesse ser algo hormonal, pois atrasei meu anticoncepcional esse mês e por causa disso, minha menstruação desceu antes. A menstruação já foi embora, eu recomecei uma nova cartela ontem e hoje acordei da mesma maneira, triste, com vontade de chorar, sem vontade de trabalhar, sem vontade de viver. Estou extremamente perdida, sem saber o que pensar. Você teria ideia do que possa ser?”

Resposta: Talvez você nem tenha dado conta conscientemente, mas será que nada aconteceu mesmo? Nada, nada?

Será que algum pequeno acontecimento em casa, na escola, no trabalho não poderia tê-la aborrecido?

Bem... se nada aconteceu mesmo, o ideal seria observar como seu estado de humor permanece nos próximos dias.

Há alguém em sua família que tenha Depressão tipo Bipolar?

Fique atenta e se continuar esse estado, procure ajuda psiquiátrica!

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico psiquiatra e não se caracteriza como sendo um atendimento.

 

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. O psiquiatra e psicólogo Eduardo Ferreira Santos responderá dúvidas e perguntas sobre os relacionamentos de uma maneira geral, sobre autoestima e conflitos emocionais. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



TAGS :

    deprimida, depressão, bipolar, psiquiatra

Eduardo Ferreira Santos

Psiquiatra e psicoterapeuta. Obteve Titulo de Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e o de Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina na USP. Escreveu os seguintes livros sobre relacionamento amoroso: Casamento missão (quase) impossível; Ciúme: O medo da perda; Ciúme: O lado amargo do amor Mais informações: www.ferreira-santos.med.br



ENQUETE

A morte trágica da bancária Lilian Jamberci, vítima do "Dr. Bum Bum", trará à luz uma reflexão sobre o vício da vaidade?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.