DESTAQUES

Tenho medo de falar para minha filha de sete anos que ela é adotada

Blenda de Oliveira 23/02/2017 PSICOLOGIA
Tenho medo de falar para minha filha de sete anos que ela é adotada
Fonte: imagem Pixabay
Experiência mostra: esconder não é a melhor saída

por Blenda de Oliveira

“Estou muito angustiada. Minha filha tem sete anos e não tenho coragem de falar para ela que é adotada. Tudo aconteceu quando ela tinha apenas três dias de vida. Ela chegou na minha vida me trazendo toda a luz da maternidade. Somente minha família sabe e a do meu marido não, pois moram em outra cidade. Meu marido é contra falarmos qualquer coisa. Não sei o que faço, pois ela é minha vida.”

Resposta: O assunto é complexo, delicado e de extrema importância. A experiência mostra que não é a melhor saída esconder, não contar. No futuro ela irá saber e cobrará de vocês o fato de ter evitado contar-lhe algo absolutamente fundamental para qualquer ser humano: saber sobre suas origens e como veio ao mundo.
 
Sugiro que você e seu esposo procurem uma ajuda especializada - há psicólogos especializados em adoção -, conversem largamente e alinhem a forma de lidar com essa questão.

Quanto mais se evita enfrentar os fatos e suas realidades, mais esses fatos ganham enormes dimensões e as consequências de mantê-los em segredo podem ser mais difíceis que o próprio fato.

Confiem no amor dado por vocês é recebido por ela. Considerem outras alternativas, entre elas, revelar a verdade.

Atenção!
Este texto e esta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um psicólogo e não se caracterizam como sendo um atendimento.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga e psicanalista Blenda de Oliveira responderá dúvidas e perguntas sobre conflitos familiares e entre pais e filhos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



TAGS :

    filha, adotada, contar, psicóloga, marido

Blenda de Oliveira

Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.



ENQUETE

Atração física não basta, tem que haver atração mental. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.