DESTAQUES

Na discussão, o parceiro sempre reverte a situação e se faz de vítima

Eduardo Yabusaki 31/10/2016 COMPORTAMENTO
Na discussão, o parceiro sempre reverte a situação e se faz de vítima
Fonte: imagem Pixabay
Não é aceitável melindres numa relação madura

por Eduardo Yabusaki

Não é incomum nos deparamos com pares que não estão preparados ou não levam em conta que, apesar de terem mil e uma afinidades, identificações e gostos próximos, ainda assim, são pessoas diferentes e que, paralelamente, têm conceitos, visões e opiniões diferentes. E sendo assim, sujeitos a desentendimentos e conflitos.

Mais do que evitar essas situações, o mais importante é poderem encará-las sem que isso crie uma indisposição maior do que a necessária, ou ainda que chegue a proporções exageradas e excessivas. Afinal, essa também é uma oportunidade de se conhecerem ou se mostrarem em situações difíceis, divergentes e atritantes.

É preciso maturidade individual e no relacionamento para que não se caia em situações equivocadas, em que uma das partes se faça de vítima ou se coloque como passiva de um acontecimento. Afinal, quando falamos de relacionamento a dois, o envolvimento e responsabilidades é sempre de ambos, seja qual for a situação. Não é aceitável melindres numa relação madura.

Dicas para o casal lidar com brigas e conflitos:

1. Não queiram achar culpados ou o porquê de tais conflitos, eles fazem parte e precisam ser resolvidos. Trocar acusação de quem seja mais ou menos culpado não leva a uma solução e só faz aumentar ainda mais o problema.

2. Não queiram negar ou omitir diferenças que existam e façam parte da convivência entre vocês. Admitir e encarar é um primeiro passo para resolver e chegar ao entendimento.

3. Lembrem-se que os bons sentimentos devem prevalecer. Portanto, fazer concessão é dever de ambos. Concessão não é o ceder pelo ceder, mas sim abrir mão de algo ou alguma situação em prol do relacionamento, mas que eu possa viver aquilo com prazer e satisfação também.

4. A boa comunicação é sempre essencial para se resolver qualquer tipo de situação. Não há outro caminho que não seja pelo diálogo e entendimento. Se o falar e ouvir não estiverem bem, pratiquem sempre, para que nos momentos difíceis possam fazê-lo também.

5. Pratiquem sempre a paciência e tolerância. Lembrem-se, que pensar, desejar e praticar o diferente não significa ser errado, existem várias formas de se fazer o certo, e não é só o seu jeito que deve predominar.

6. Escolha sempre o clima de paz e serenidade e não o clima de guerra para resolverem o que for entre vocês. Essa escolha está sempre no controle de vocês e de mais ninguém.




TAGS :

    casal, discussão, relacionamento, amor

Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Quem não tem cão caça com o “ex”, que está receptivo. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.