DESTAQUES

Fui demitida do BB por motivos pessoais e perseguição do meu ex-chefe. E agora?

Roberto Santos 20/10/2016 COMPORTAMENTO
Fui demitida do BB por motivos pessoais e perseguição do meu ex-chefe. E agora?
Fonte: Google Imagens
Reflita, acima de tudo, qual sua parcela de culpa nos conflitos

por Roberto Santos

Preocupar-se com os motivos de desligamento de empregos anteriores é uma atitude estratégica e madura pois, via de regra, este tema faz parte do roteiro dos selecionadores. Porém, em sua consulta pode-se ler — será que eu falo a verdade? isso vai me prejudicar?

Na realidade, durante toda entrevista cabe a dúvida quanto à sinceridade que deve-se adotar: falo das minhas dificuldades e pontos fracos? Escondo aqueles seis meses que eu fiquei desempregada?

Além do esforço e energia gastos para se fingir o que não se é, se contratada, a pessoa poderá se deparar com a verdade vinda de alguma fonte que se confrontará com sua história.

Com relação ao caso específico dos motivos de sua recente demissão, além da decisão sobre falar ou não a verdade, creio que há uma diferença grande entre “motivos pessoais” e “perseguição” do chefe. Motivos pessoais incluem vocês dois, enquanto que “perseguição” pelo chefe é uma acusação ou suspeita sua da motivação dele.

Acho que você mencionar diferenças pessoais entre vocês é algo bastante natural e possível em relações de emprego e tratá-las com objetividade na entrevista revelará uma transparência positiva. Por outro lado, acusar o ex-chefe de perseguição pode ser problemático, pois não há o direito de defesa e a leitura que pode ser feita pelo selecionador é de uma suspeita de que o chefe poderia ter razão ou de que você tende a falar mal de seus ex-chefes.

Reflita, acima de tudo, qual sua parcela de culpa nos conflitos pois, como dizia minha avó, quando um não quer, dois não brigam.

Boa sorte!

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. Roberto Santos responderá sobre gestão da carreira, conflitos no trabalho e empreendedorismo. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Roberto Santos

Profissional de Recursos Humanos, com mais de 40 anos de atuação no mercado, Roberto teve diversas posições como profissional e executivo de RH em multinacionais de grande porte. É sócio-diretor da Ateliê RH, consultoria com mais de 14 anos de atuação no mercado, e distribuidor Hogan no Brasil. Mais informações: www.atelie-rh.com.br



ENQUETE

Como você vem cultivando suas relações?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.