DESTAQUES

Exposição na Oca do Ibirapuera traz autoconsciência do funcionamento do corpo

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Exposição é educativa e traz surpresas

por Nicole Witek

Fui à exposição da Oca (espaço do Parque Ibirapuera/São Paulo) "Corpo Humano: Real e Fascinante" realizada com cadáveres. Foi a segunda vez, pois fui ver essa mesma exposição no Canadá.

Apesar dessa exposição levantar questionamentos e polêmica em relação à origem da "matéria-prima" para realizar esse trabalho; vale a pena entrar na fila e descobrir a obra do anatomista e "escultor" da carne humana o alemão Gunther von Hagens, cujo processo de polimerização deixa os corpos humanos como se estivessem plastificados.

Excluindo a questão da polêmica, essa exposição é educativa e vai muito além disso. Surgem emoções, surpresas, descobertas e, ao mesmo tempo, gera um aumento da consciência.

Consciência do funcionamento do nosso próprio corpo, consciência dos processos maravilhosos que a vida um dia manifestou dentro dos corpos expostos na Oca. Por conseqüência no meu corpo também. Meu corpo é o lugar privilegiado de muitas informações, muita comunicação entre 70 mil bilhões de células. Inteligência maravilhosa e precisão do funcionamento de cada pedacinho de cada órgão.

Considerar a inteligência como uma faculdade da evolução humana é uma visão contemporânea. Os yogis dizem que a inteligência sempre existiu e faz parte do universo no qual estamos vivendo. Não só a inteligência como também a energia. Consciência e energia formam um "casal" inseparável.

Até antes da criação do nosso universo essa dupla fundamental já existia: *Shiva (consciência)**Shakti (energia). Não importam os nomes, o que conta é o conceito. A consciência vem com a energia.

Qual é a importância de uma afirmação dessas? Ela é fundamental para entender e usar cada vez melhor essa alavanca que chamamos de "abertura de consciência".

Desde as descobertas do Albert Einstein (1879 -1955) já sabemos que energia e matéria são dois aspectos de uma mesma coisa. Podemos deduzir que a matéria do nosso corpo é energia.

Se o corpo físico é pura energia, ele é impregnado, imbuído de consciência. Cada célula e porção de célula do corpo é dotada dessa maravilhosa inteligência que faz com que, sem se preocupar, automaticamente, esteja tudo funcionando no seu corpo.

Desde a concepção o ser se organiza em integrações. Cada célula define seu papel individual e o grupo ao qual pertence: fígado, rins, pulmões, etc. Cada órgão é integrado num sistema: sistema digestivo, sistema urinário, sistema respiratório... Cada sistema é integrado sob a chefia do Eu, por enquanto "autônomo". No momento do nascimento, sou uma organização extraordinária, chefiada por um Eu que ainda não tem nome, mas tem o poder da inteligência e a consciência, tanto do seu meio interior como exterior.

No decorrer da vida, o processo da evolução pessoal irá impulsionar cada um de nós para frente e cada passo em nossa vida vai ser o de "tomar consciência". Tomar consciência de que somos um ser inteiro, cujo impulso fundamental deveria ser a realização de suas potencialidades. "Tomar consciência" ou "tomar posse" de nossas aptidões para revelar nossa extraordinária essência.

Já que a consciência é anterior à nossa existência, está tudo aqui: tudo que já existiu, tudo que existe e tudo que existirá.

Perambular por essa exposição do corpo humano da Oca é como fazer uma viagem dentro de uma ***Kosha - por um aspecto só - de nosso ser integral. Ter mais consciência de nosso funcionamento fisiológico permite saber que somos mais do que essa mecânica preciosa. Somos animados pela inteligência e a energia que se chama vida.

Quanto mais conscientes da manifestação da vida em nós, mais ativamos a inteligência, mais entramos com nossa consciência nos funcionamentos de cada órgão de maneira consciente. Podemos levar nossa consciência, nossa atenção focada, para qualquer lugar do corpo, cada nível do ser, cada kosha, e passear de uma camada - kosha - a outra, até ampliar a consciência de que pertencemos ao todo e chegar à conclusão de que " Sou um Ser Universal" cuja dimensão está cada vez mais ampla, mas cujo papel está cada vez mais nítido.

Ir à Oca para ver "Corpo Humano: Real e Fascinante" é uma viagem dentro da consciência, ultrapassando os limites de nossa experiência cotidiana. É nos presentear com uma porção de consciência. Podemos dizer que Shiva está baixando em nós ou que nossa consciência se torna mais ampla.

Quanto mais ampla ela estiver, mais condições terei para lidar com a minha vida pessoal de forma mais equilibrada, consciente de que posso usar os recursos do meu ser como um todo.

Esse poder de absorção, de integração de novos dados, essa abertura da consciência se chamava memória e imaginação. Hoje ela tem como nome criatividade. A criatividade é o poder intrínseco do homem, da vida que vibra, que ferve nele. Esse poder o homem sempre teve, basta apenas se tornar consciente e se abrir para novas experiências.

Um neurologista afirma: "Vamos conhecer a criatividade quando conhecermos a vida. A vida tem como característica principal a revisão constante dos modelos. Ver nossa vida humana plastificada nesses corpos da exposição da Oca é entender que é a criatividade que faz de nós seres humanos.

*Shiva : grande deus hindu da destruição (do mal e/ou ilusões) e da transformação, é considerado deus do Yoga

**Shakti: forca, energia, forca cósmica universal, poder de manifestação da consciência e da força suprema é representada por uma deusa

***KOSHA: vestido do Ser profundo, que segundo a tradição são cinco:

- annamaya kosha = camada de materia
- pranamaya kosha,= camada de energia
- vijanamaya kosha = camada esppiritual
- manomaya kosha = camada mental
- anandamayakosha = camada causal




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Qual candidato à Presidência terá mais condições de melhorar o índice da FIB (Felicidade Interna Bruta) e o do IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.