DESTAQUES

Caminhos para controlar a mente

Emilce Shrividya Starling 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO

Por Emilce Shrividya Starling

Quando não controlamos nossa mente e permitimos que as emoções nos dominem, nos tornamos angustiados, vulneráveis, assustados. E ficamos imaginando que algo terrível possa acontecer conosco ou com quem amamos. Estes estados emocionais negativos podem nos levar a depressão, ao desânimo e medos.

Perdemos a fé, a autoconfiança e a esperança. Vemos apenas nossos conflitos e nosso sofrimento. Achamos que não temos a capacidade de superar obstáculos e desafios.

Lemos livros e livros de auto-ajuda e não conseguimos encontrar nestas palavras o poder de nos transformar. E ficamos mais desanimados e tristes.

Buscamos o auxílio dos outros e queremos que nos curem. Desejamos que, como em passo de mágica, tirem nossos medos, tensões e ansiedade. Mas depois compreendemos que as pessoas podem nos ajudar até certo ponto, porém não podem curar as dores de nossa alma.

O que podemos então fazer? Como reverter, como romper estes estados mentais negativos?
Como ser mais feliz? Como controlar nossas emoções?

O yoga nos diz que os desejos dos sentidos e as emoções são como cavalos bravos e selvagens que nos levam para o abismo, se não colocarmos freio e controle.

É necessário reassumir o controle das emoções, transformando-as em energias positivas através da vontade hábil e ativa da alma.

Esta vontade que vem do nosso Ser interior precisa ser acionada, potencializada com a energia positiva do entusiasmo e da determinação.

Nós nos tornamos o que pensamos. Se nos sentimos capazes, confiantes e fortes, assim seremos. Se nos sentimos doentes, fracos, incapazes, assim seremos. Nossos pensamentos e sentimentos se refletem em nosso corpo, em nosso rosto, em nossos olhos, em nossa postura e atitude.

Para superar problemas e sofrimentos precisamos começar dentro de nós mesmos. Precisamos mudar nossos padrões mentais negativos, nossas impressões e condicionamentos antigos. Precisamos reverter este caminho que estamos seguindo e, com coragem e vontade firme, criar uma mente positiva, confiante e amiga.

Muitas pessoas duvidam que seja possível esta transformação interior. Afirmam ser impossível melhorar e continuam se sentindo vítimas. Outras apenas começam, mas logo desistem.

Mas as pessoas determinadas persistem, insistem e, com certeza, vão obtendo resultados e frutos de seu auto-esforço. Vão adquirindo autoconfiança, alegria de viver e apoio interior.

Os mestres do yoga gostam de nos ensinar com historinhas que nos ajudam a lembrar dos ensinamentos e a praticá-los:

Duas rãs, pai e filho, um dia caíram em um balde de leite. Nadaram e nadaram até que o pai disse: "Estou ficando fraco. Vou desistir. Não posso continuar".

O filho respondeu: "Ó pai, não desista! Alguma coisa pode acontecer e podemos nos salvar!". O pai não conseguiu. Desistiu de lutar e morreu.

O filho tinha um corpo jovem e mais entusiasmo, e continuou a se debater, a lutar, a nadar. Enquanto isso, o leite foi se tornando cada vez mais espesso. Quanto mais ele nadava, mais duro o leite ficava, e finalmente, o leite se transformou em manteiga. Quando o balde ficou cheio de manteiga, o filho saltou com facilidade para fora e se salvou.

Assim seja persistente. Acione sua vontade interior através de afirmações positivas e da reprogramação mental. Crie estados mentais positivos.Acione a vontade ativa da alma com perseverança.

Compreenda que você tem os recursos internos, o poder de se curar que vem do Ser interior, fonte de toda sabedoria e luz. Entre em contato com este espaço interior através da meditação e do relaxamento.

As práticas do yoga são como chaves para nossa libertação, mas nós precisamos usar estas chaves, colocá-las na fechadura, girar a chave e abrir as portas dos reinos internos de paz, tranqüilidade e alegria verdadeira.

Não é suficiente apenas desejar ficar livre do sofrimento. É necessário auto-esforço, com paciência, motivação e constância.

Como diz Richard Bach, em seu livro Ilusões: "Dentro de nós existe o poder de nosso consentimento para a saúde e a doença, a riqueza e a pobreza, a liberdade e a escravidão. Somos nós que controlamos isso, não os outros. A vida tem prazer em nos erguer à liberdade, se ousarmos nos soltar".

Dentro de nós e, em nenhum outro lugar, estão as soluções que buscamos. Portanto, cultive uma vontade firme, ativa e hábil e alcance as transformações positivas que você merece. Fique em paz! Deus em mim saúda e agradece Deus em você!

 




Emilce Shrividya Starling

É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.



ENQUETE

O Jornal da Cultura veiculou matéria apontando que o brasileiro não está animado com a Copa do Mundo. E você, está empolgado?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.