DESTAQUES

Férias anuais podem reduzir sintomas de depressão e até mesmo mortalidade

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Elisa Kozasa

 

“Estou trabalhando demais! Não vejo a hora de tirar férias e descansar de verdade!”.

Bem, esse é um discurso muito comum em qualquer conversa entre colegas de trabalho e que deveria ser levado a sério.

As férias são períodos em que nos retiramos das atividades do trabalho, seja por alguns dias ou semanas. Existem *alguns estudos que mostram a importância das férias anuais, por exemplo, para redução de mortalidade em pessoas com riscos de doenças coronárias. Devido a vários fatores envolvidos nessa pesquisa, não é possível simplesmente apresentar um índice para justificar essa redução. Outro estudo aponta a melhora de **sintomas de depressão.

Ao menos temporariamente, as férias também podem melhorar sintomas de burnout, e problemas físicos decorrentes do estresse.

Férias planejadas evitam estresse desnecessário; veja as dicas

Por outro lado, para evitar que as férias possam causar estresses desnecessários é importante que haja algum nível de planejamento. Se as férias vão envolver mais de uma pessoa, por exemplo, membros de uma família, é importante ouvir a todos, para que o destino escolhido seja de comum acordo. É importante também em viagens em grupo, que as pessoas tenham afinidade para desfrutarem de seu tempo livre em conjunto sem grandes divergências.

Do aspecto financeiro, sabe-se que férias planejadas com antecedência favorecem a compra de pacotes turísticos a preços mais acessíveis representando uma economia, bem como a organização de grupos maiores também conduzem a redução de preços.

É importante que as pessoas compreendam que as férias são um período de lazer e que ter muitas atividades previamente determinadas pode resultar em estresse.

Algumas pessoas querem manter o controle da situação, mesmo nas férias, e fazem roteiros de dias ou semanas inteiros, sem deixar tempo para a surpresa, a descontração e a intuição. Isso pode dificultar a recuperação e o descanso que se espera adquirir nas férias.

Por outro lado, excesso de falta de programação pode resultar em estresse, levando as pessoas a saírem na última hora, quase perdendo o ônibus ou avião, ou ainda por saírem nos horários de pico do trânsito, de modo que uma viagem que poderia durar apenas uma hora e meia, se tivesse sido iniciada um pouco mais cedo, acabe por durar quatro horas.

Atividades físicas, sono de qualidade e quantidade adequada são preditores de uma boa recuperação durante o período de férias. Férias em locais de climas amenos também facilitam o descanso.

Seja lá como for seu planejamento para as férias, lembre-se de que você realmente precisa tirar férias para sua saúde mental e física!

* Gump BB, Matthews KA. Are vacations good for your health? The 9-year mortality experience after the multiple risk factor intervention trial. Psychosom Med 2000; 62:608–612.

** Tarumi K, Hagihara A.An inquiry into the causal relationship among leisure vacation, depression, and absence from work. Sangyo Ika Daigaku Zasshi 1999; 21:289–307.

Dicas de leitura:
Strauss-Blasche G, Reithofer B, Schobersberger W, Ekmekcioglu C, Marktl W. Effect of vacation on health: moderating factors of vacation outcome. J Travel Med. 2005;12(2):94-101.

 




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Você acredita na lei de causa e efeito ou lei do carma?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.