DESTAQUES

Para superar sentimento de inveja basta, simplesmente, acreditar em si?

Rosemeire Zago 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO

por Rosemeire Zago

Resposta: Acreditar em si mesmo pode até parecer simples, mas infelizmente não é.

A inveja geralmente denota um sentimento de inferioridade, muitas vezes oculto e reprimido, e que pode levar uma pessoa a desejar ser ou ter o que não lhe pertence. E para mudar esse padrão não é tão simples assim.

Inveja é a incapacidade de ver a própria luz

A origem latina da palavra inveja é invidere que significa “não ver”, e é exatamente isso que ocorre com a pessoa invejosa. Ou seja, ela não vê, não percebe seus próprios valores, e assim supervaloriza o que o outro possui e é. Ao mesmo tempo que desvaloriza tudo que lhe diz respeito, sentindo-se incapaz de também conseguir, o que não é verdade.

Acreditar em si mesmo faz parte de todo um trabalho de autoconhecimento, e esse é um processo que dura a vida inteira .

Pergunte-se e reflita

- Você é inseguro?

- Fica muito preocupado com a opinião alheia, com o que os outros vão falar de você?

- Está sempre querendo agradar os outros?

- Tem dificuldade de dizer não para não desagradar as pessoas?

- E se diz não, fica se remoendo, se culpando?

- Está sempre se comparando com os outros, se sentindo inferior?

- Duvida de sua capacidade?

Responder a essas questões faz parte do processo de autoconhecimento, e nem todos conseguem responder “não” a cada uma delas, portanto, acreditar em si mesmo em sua essência é certamente o melhor caminho, uma vez que a inveja é a incapacidade de ver a própria luz.

 




Rosemeire Zago

Psicóloga com abordagem junguiana com especialização em psicossomática. Desenvolve uma abordagem voltada para o autoconhecimento e criança interior.



ENQUETE

Eleição presidencial no Brasil se transformou em plebiscito de Bolsonaro?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.