DESTAQUES

Sonho que a minha namorada me trai, devo-me preocupar?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Sonhos são mensagens do inconsciente


Por Anette Lewin

Resposta: Muito difícil interpretar um sonho sem conhecer a pessoa, mas em geral, sonhos são ‘mensagens’ do nosso inconsciente que sinalizam ansiedades que temos com relação a algum aspecto de nossa vida. Outras vezes, os sonhos assinalam realização de desejos inconscientes. Talvez você tenha realmente alguma insegurança com relação à sua namorada e tem medo que ela te traia e  isso aparece no sonho. Mas o sonho é seu, portanto a ansiedade é sua; é um conflito que está na sua cabeça para que você resolva. Em outras palavras, a  psicologia vê nos sonhos mais  sinais a serem interpretados dentro da  história de cada pessoa do que como premonições.

Sou casada há 13 anos e me apaixonei por um homem mais jovem.
Sei que esta relação não tem futuro, mas parece que estou ‘acorrentada’. Ficou muito claro não amo mais meu marido, porém, não tenho forças pra separar. Meu marido parece me amar muito.

Resposta: Não é aconselhável tomar decisões importantes no meio de uma crise, e você está no meio de uma! Reavalie seu casamento como um todo uma vez que você me parece ter mais dúvidas do que certezas com relação a ele. Quanto à sua nova ‘paixão’, fica muito difícil concluir algo sobre alguém com quem você saiu uma só vez. Tudo o que você sente pode mais ser fruto de sua fantasia do que de algo proporcionado por ele. Quanto ao fato de se sentir ‘acorrentada’, tente entender se é o casamento que te acorrenta ou as correntes estão dentro de você mesma e você usa o casamento para justificar a falta de liberdade. Procure ajuda profissional se não conseguir fazer essas reflexões sozinha. Uma psicoterapia, neste momento, poderia te ajudar a entender melhor seu processo interno, diminuir seu nível de ansiedade e ajudá-la a tomar decisões de uma forma mais consciente.

Quando o ciúme atrapalha a amizade. O que fazer?
Tinha uma enorme amizade com uma colega de trabalho. Só que essa amizade acabou dando problemas para o noivado dela, e ela decidiu se afastar de mim. Por causa disso passei a ter ciúme de suas novas amizades, e hoje me sinto péssimo, já que por causa desse ciúme acabamos de vez com nossa amizade. Ela chega até a me evitar no trabalho. O que fazer para superar isso?

Resposta: Parece que não está muito claro para você o porquê desse afastamento por parte dela, não é? Se o problema realmente fosse só ciúme por parte do noivo como aconteceriam essas novas amizades? Talvez você depositou nessa amizade um peso maior do que ela realmente deveria ter e acabou perdendo a amiga. Ninguém é obrigado a ser eternamente amigo de ninguém. A amizade para ser longa, deve ser sensível e atenta, principalmente quando à condição de um dos integrantes muda, e a dedicação diminui. Um amigo deve ser cúmplice e entender as motivações do outro. No caso de sua amiga, ela em determinado momento, achou que deveria priorizar o noivado. E você, provavelmente, não soube dar marcha à ré e esperar. Sim, esperar é a grande atitude. Esperar sinais de que você pode se reaproximar e tentar novamente uma ligação com essa pessoa. É o que você pode fazer agora. E enquanto espera, tente refletir sobre suas necessidades afetivas e procurar novas pessoas que estejam disponíveis nesse momento. Como disse, nesse momento, não para sempre...

Atenção!
As respostas desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de psiquiatria e não se caracterizam como sendo um atendimento

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Qual candidato à Presidência terá mais condições de melhorar o índice da FIB (Felicidade Interna Bruta) e o do IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.