DESTAQUES

Por que longo intervalo de jejum causa mau hálito

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Alimentar-se corretamente e higiene bucal previnem mau hálito

Da Redação

Segundo o dentista Marcelo Rezende, com a rotina agitada, as pessoas não seguem o conselho médico de alimentar-se a cada três horas.

“A má alimentação é a terceira causa mais comum do mau hálito. Há pessoas que saem de casa sem nada no estômago, dispensando uma das principais refeições do dia, que é o café da manhã. O agravante é que, com o estômago vazio, o suco gástrico passa a ser sentido na boca. Isso vale para outros longos intervalos de tempo entre uma refeição e outra. Alimentos como alho, cebola, atum e algumas bebidas alcoólicas também podem deixar ‘vestígios’ no hálito das pessoas”.

O especialista diz que, no caso de quem não se alimenta bem e regularmente, as duas primeiras causas do mau hálito também são ativadas. “Como a pessoa quase não ingere alimentos, acaba negligenciando a higiene bucal apropriada. Esse hábito favorece a formação das placas bacterianas e do tártaro. Esse material torna o Ph da boca mais ácido e causam mau cheiro”.

A segunda causa se interliga com as duas outras já citadas. Se a pessoa não come direito, acaba não escovando bem os dentes e fazendo bochechos regulares. Conclusão: está mais sujeita ao aparecimento de cáries. “Isso sem contar que se a pessoa não adotar uma dieta equilibrada e saudável, seu sistema imunológico acabará ficando comprometido, facilitando a ocorrência de herpes labial, úlceras bucais e um conjunto de lesões que podem se agravar. Ou seja, todo esforço para ficar sem comer só vai piorar o ‘conjunto da obra’”, diz o especialista.

Por isso, independentemente da dieta que se adotar, vale a máxima de ingerir pequenas porções várias vezes ao dia e cuidar muito bem da higiene bucal, que é a porta de entrada de muitas outras doenças.

 

 

 




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

É possível ser você mesmo no ambiente de trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.