DESTAQUES

Acalme a mente com a prática de yoga

Emilce Shrividya Starling 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Acalme a mente com a prática de yoga
Fonte: Google Imagens
Precisamos limpar a mente

por Emilce Shrividya Starling

Vivemos nos mundo das ideias. Produzimos por dia milhares de pensamentos sobre fatos passados e futuros, sobre o que as pessoas nos falaram, sobre a vida das pessoas com as quais convivemos, sobre nossas tarefas diárias e, vamos vivendo nosso dia, criando mais e mais pensamentos.

Algumas pessoas têm tantos pensamentos que não conseguem se concentrar, tem insônia, e suas memórias ficam ruins. E, geralmente, a falta de memória é uma defesa do cérebro da pessoa que está estressada.

Porém, nem tente parar de pensar, pois você não conseguirá e ficará com a mente ainda mais inquieta. Pensar faz parte da mente, principalmente da mente negativa.

O que podemos e devemos fazer é aquietar a mente através do relaxamento e da meditação, para que a mente se acalme por ela mesma. Assim, você terá mais domínio sobre ela, podendo escolher pensamentos mais positivos e perceberá que a turbulência da mente vai cessando.

O ritmo da vida moderna impõe estresse e ansiedade que acarreta perturbações na mente como a raiva e o desejo, que por sua vez, acarretam tensão emocional.

A meditação ajuda a diminuir essa tensão, mas para eliminar o estresse é necessário também aprender a relaxar o corpo e o cérebro.

Portanto, o Yoga nos ensina outros instrumentos poderosos para o apaziguamento da mente que são os asanas (posturas) e pranayamas (exercícios respiratórios).

Os asanas, praticados com concentração e calma, relaxam o cérebro e os pensamentos carregados de estresse são esvaziados. Ao praticar os asanas do Yoga, a mente focaliza o corpo, a inteligência e a percepção como um todo.

Assim, essas posturas diminuem a produção dos pensamentos e nos conduzem para níveis mais tranquilos, criando ondas alfa, acalmando as ondas cerebrais e mentais.

De uma maneira muito harmoniosa, praticando os asanas, vamos acessando a mente por meio do corpo.Vamos esculpindo e cultivando a mente com as posturas. Vamos experimentando serenidade, contentamento, gentileza, gratidão, que são virtudes necessárias para nosso aprimoramento pessoal.

As posturas da hatha yoga não devem ser realizadas como um simples exercício físico, mas como um meio de entender o corpo e integrá-lo com a respiração, com a mente, com a inteligência e a consciência divina em nosso interior.

Os exercícios respiratórios do Yoga são também muito importantes, porque como a respiração acalma a mente, nossas energias ficam liberadas para desatrelar-se dos sentidos, voltar-se para dentro e buscar a paz interior. Dessa maneira, equilibramos nossas emoções, alcançando mais autodomínio sobre elas.

Clique aqui para aprender como fazer um Pranayama que vai lhe acalmar: Yoga: Aprenda a respirar em quatro fases.

Os asanas (posturas) e pranayamas (controle da respiração) reduzem o estresse que impregna o cérebro; com o cérebro em repouso, a tensão é liberada. O cérebro fica mais receptivo e a concentração acontece de maneira natural, nos conduzindo para viver o agora, diminuindo o estresse e a ansiedade.

Para praticar os pranayamas do Yoga, é preciso ter concentração, determinação, paciência e persistência. E, aprendemos isso praticando os asanas do Yoga, pois os nervos relaxam, o cérebro se acalma, desenvolvemos concentração no momento presente.

B.K.S. Iyengar, um grande Mestre do Yoga, diz em seu livro Luz Na Vida: “O alento é o veículo da consciência; por meio de sua observação e distribuição lenta e regulada, aprendemos a deslocar nossa atenção dos desejos externos para uma percepção perspicaz e inteligente. O pranayama não se realiza com o poder da vontade.

É preciso cortejar a respiração, do mesmo modo que se faz com um cavalo selvagem – sem caçá-la, mas em vez disso, permanecendo quieto. É assim que pranayama nos ensina a humildade e nos liberta da cobiça ou do anseio pelos frutos de nossas ações. Não se pode forçar nada; a receptividade é tudo.”

As posturas da Hatha Yoga e as técnicas de respiração preparam o corpo, a coluna e respiração para o desafio da serenidade interior e nos ensinam a transcender as dualidades da vida, como quente e frio, perda e ganho, alegria e tristeza. Essas práticas nos concedem firmeza para viver com equilíbrio, equanimidade e superação diante das dificuldades da vida.

Praticando Yoga, os sentidos se voltam para dentro e experimentamos o controle, o silêncio e a quietude da mente. Essa capacidade de se acalmar e, aos poucos, silenciar a mente é importante não apenas para a meditação e para nossa jornada interior, mas também para que nossa inteligência funcione de maneira útil e tenhamos sabedoria em nossa vida.

Como limpamos nossa casa, arrumamos e limpamos a nossa ‘casa-corpo e casa-mente’ com as práticas do Yoga. É como se fossemos polindo corpo e mente para que se tornem uma “janela cristalina para o divino”. Além de conquistarmos mais saúde e serenidade, poderemos um dia, perceber que a divindade esteve sempre conosco, no nosso interior.

A prática do Yoga nos torna mais atentos e nos ensina a viver no momento presente. Desperta nossa sensibilidade e receptividade nos tornando mais aptos para compreender o corpo e, por meio dele, compreender a mente e chegar à Alma.

E, como diz Iyengar: “Manter os neurônios relaxados, receptivos e concentrados – essa é arte que o Yoga nos ensina. Lembre-se também que a meditação é parte integrante do Yoga, não algo separado. A meditação está em tudo.”

Praticar Hatha Yoga, com concentração e relaxamento ao mesmo tempo, é meditação na ação. E, como nos conduz para níveis mais profundos, nos faz sentir devoção a Deus que habita em nosso interior.

Torne-se um buscador do Ser interior. Através da jornada iogue, continue sua busca interna por evolução e virtudes. Volte-se para dentro e encontre equilíbrio, compaixão, coragem e entusiasmo. Fique em paz! Namaste! Deus em mim saúda Deus em você!

 




Emilce Shrividya Starling

É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.



ENQUETE

É possível ser você mesmo no ambiente de trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.