DESTAQUES

Terapia de casal mexe com a percepção sobre o relacionamento

Margareth dos Reis 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Terapia de casal pode levar à união ou à separação

por Margareth dos Reis

Resposta: A terapia de casal se propõe a tratar e modificar áreas impossíveis de encarar na terapia individual ou de família.

Ou seja, é um campo que se ocupa das hostilidades cruéis que podem ser encobertas com defesas pessoais nas terapias individuais e/ou disfunções sexuais: temas que não podem ser tratados diante dos filhos.

O objetivo desse processo é evidenciar o vínculo disfuncional (ou destrutivo) na relação a dois e facilitar a mudança construtiva.

Assim, é essencial que ocorra o reconhecimento da insatisfação de cada um dos lados e também do potencial da relação para ir além do ponto em que se deixou chegar quando o casal buscou ajuda profissional.

Além disso, se avalia quais as possibilidades que o par ainda não experimentou para resolver o seu problema de maneira consensual e o que cada um pode fazer para conseguir o que deseja sem desrespeitar os limites e as diferenças individuais.

A crise que o casal apresenta - seja no namoro ou casamento - que pode variar de uma dificuldade na comunicação a dois, traição, incompatibilidade na prática de regras de conduta diante da vida, quanto o estágio da crise na vida da dupla... são fortes indicadores do potencial de continuidade ou não do relacionamento.

O que se observa na prática clínica é que parceiros que praticam princípios éticos antagônicos e aqueles que chegam em um estágio em que a crise já comprometeu a admiração e o respeito mútuos, são os mais prováveis casos para separação conjugal (o que não representa a maioria). Atualmente, a terapia de casal tem sido uma opção consensual escolhida cada vez mais cedo na vida a dois.

Todavia, é fundamental que exista disposição de ambos os lados para participar dessa experiência, pois o especialista em casais mobiliza (e acompanha) a dupla no sentido da compreensão de tudo que a rodeia. É isso que poderá ajudá-la a ter uma observação mais ampla sobre o que parecia inexplicável e a enxergar caminhos possíveis para o fortalecimento do vínculo amoroso ou para uma separação: o que ocorre com frequência quando não há um nível de amadurecimento semelhante entre os dois.

O papel do terapeuta de casais, então, é o de especialista em mudanças que levam o casal a descobrir um meio aprazível de se relacionar com suas dificuldades, conseguindo assim, dar um pulo qualitativo na vida, seja como dupla ou individualmente, quando somente a separação pode garantir o bem-estar de ambas as partes.

 

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga especializada em sexualidade Margareth dos Reis responde sobre dúvidas em relação à vida sexual e sexualidade. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Margareth dos Reis

É Psicóloga Clínica, Terapeuta Sexual e de Casais no Instituto H.Ellis-SP; psicóloga no Ambulatório da Unidade de Medicina Sexual da Disciplina de Urologia da FMABC; Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; epecialista em Sexualidade pela Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana – SBRASH; autora do livro “Mulher: produto com data de validade” (ED. O Nome da Rosa) Mais informações: www.instituto-h-ellis.com.br



ENQUETE

Qual candidato à Presidência terá mais condições de melhorar o índice da FIB (Felicidade Interna Bruta) e o do IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.