DESTAQUES

Proteja sua saúde do calor do verão

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Alimentos e chás protegem contra o calor do verão

por Alex Botsaris

Muitas medicinas tradicionais reconhecem no calor do verão, um fator patogênico que gera doenças e compromete a saúde. Na medicina chinesa, por exemplo, o calor do verão está descrito como causa de diarreia, vômitos, insolação, febres, desidratação e choque (colapaso circulatório).

A medicina ayurvédica vê no calor do verão um fator de desequilíbrio dos *Doshas, aumentando o fogo de Pitta, consumindo a água de Kapha, ou ainda agitando o movimento de Vata.

A medicina ocidental já tinha identificado o clima quente e úmido como favorável ao aparecimento de algumas doenças específicas. No verão, com as chuvas, aumentam os insetos que transmitem doenças, como o mosquito aedes aegypti, vetor do vírus da dengue, ou ainda o contato com água contaminada, que pode causar a leptospirose. Água contaminada e comida estragada ainda causam gastroenterites, gerando quadros de diarreia, vômitos e febre. A exposição excessiva ao calor e ao sol causam insolação, ***intermação, levando a desidratação, hipertermia (temperatura elevada do corpo), perda da consciência e choque.

Durante o verão as pessoas ainda costumam sair de férias, procurando lugares turísticos onde a infraestrutura fica sobrecarregada, causando precariedade nos serviços públicos. Assim tanto o risco de exposição a alimentos e comida contaminada aumenta, como também, no caso de haver necessidade de atendimento médico, há grande chance dele ser precário e de baixa qualidade. Por isso vale a pena seguir alguns conselhos para garantir um verão alegre e saudável:

Ingestão de água

Só ingerir água e líquidos cuja procedência seja conhecida a garantida: Diarreia, vômitos, gastroenterites e parasitoses intestinais por ingestão de água contaminada são os problemas mais frequentes no verão, e podem se tornar sérios se não forem tratados. Quando ocorrem fortes chuvas com alagamento, o risco de contaminação da água é ainda maior, pois a rede pública de distribuição de água costuma ser afetada. Nesses casos todo cuidado é pouco. Água da torneira deve ser filtrada e fervida, antes de ingerida. Mas o ideal é consumir uma água com garantia de esterilidade e ausência de contaminação, como água mineral engarrafada. Refrigerantes e sucos de frutas são uma alternativa. Eu aprecio, em especial, a água de coco. A fruta, fechada, é 100% de garantia de água de qualidade, por isso, o consumidor deve pedir para o vendedor abrir o coco na sua frente. Água de coco, além de repor água de qualidade, é rica em potássio e outros sais minerais, e tem efeito diurético, protegendo contra alguns problemas que o calor pode provocar.

Ingerir um mínimo de 2,5 a 3 litros de água por dia: O organismo humano, em condições normais, perde cerca de 1,5 a 2 litros de água por dia. Num verão quente como o nosso, com exposição ao sol e ao calor, essa quantidade pode até dobrar, com aumento da perda pelo suor e na respiração – podemos perder mais de 1,5 litros, apenas por essa via. Há uma redução da eliminação pela urina, mas é preciso compensar o excesso de perda. Beber bastante água é a principal forma de se compensar o aumento das perdas. Dessa forma evitamos problemas como desidratação e intermação.

Alimentação

Buscar comida leve, fresca e pouco condimentada: No verão o ideal são pratos leves e de fácil digestão. O calor aumenta a demanda periférica de sangue e eletrólitos, por isso a ****perfusão de sangue nas vísceras é menos eficiente. A necessidade de equilíbrio térmico também redireciona uma parte significativa da circulação para a pele e subcutâneo. Como consequência o apetite diminui, e os alimentos frescos ajudam no controle da temperatura corporal. É um bom momento para uma alimentação rápida e fácil de digerir, em pequenas quantidades. O ideal é dividir as refeições em 5 ou 6 etapas diárias, preferindo saladas, frutas, sucos e outras bebidas. Podemos restringir as refeições com comida quente convencional para os extremos do dia, quando o calor é menos intenso. Opte por comida fresca e cuja a qualidade você confie. No calor os alimentos estragam com muito mais velocidade. Carnes, maionese, alimentos com creme, e frutos do mar são os que possuem mais risco de estragar e provocar quadros de intoxicação mais graves, por isso devem ser evitados, ou ingeridos apenas se muito saudáveis e frescos.

Proteção da pele

Proteja-se do sol e passe filtro solar: O sol no verão é muito forte, e possui muita radiação ultravioleta, que pode causar queimaduras na pele ou nas mucosas expostas. Queimadura solar aumenta o risco de câncer de pele, além de acelerar o seu envelhecimento. Pessoas, com queimaduras solares extensas, têm mais chance de desenvolver quadros mais graves como insolação e intermação. É preciso buscar uma proteção contra a radiação solar nas horas de maior intensidade de luz solar (entre 10 hs da manhã e 17 hs, à tarde), usando chapéu, boné, roupas ou ficando em baixo de barracas de praia. Filtro solar completa a proteção contra a radiação ultravioleta. É necessário um filtro com um fator de proteção (FPS) acima de 40 e proteção UVA associada. A maioria dos filtros saem com a água por isso, precisam ser repostos quando a pessoa se molha.

Mosquitos

Proteja-se contra mosquitos e insetos vetores de doenças: O calor e a umidade do verão são propícios à reprodução de insetos vetores de doenças como mosquitos, moscas e baratas. Nessa época a população desses insetos aumenta, e com ela as doenças que eles transmitem, como a dengue, malária (na zonas onde essa doença é endêmica), gastroenterites, febre tifoide, *****shigueloses e ******miíase. Contra mosquitos, é preciso passar repelente no corpo, e colocar cortinados nas camas. Existem ainda aromatizadores de ambiente, onde pode-se colocar o óleo de citronela, eficiente para espantar o mosquito da dengue. Os alimentos devem ficar sempre bem guardados, em recipientes herméticos, ao abrigo do calor e do acesso de insetos. Deve-se evitar comer em locais com higiene precária, ou onde não se conheça os cuidados de higiene na cozinha.

Alimentos e chás protegem contra o calor do verão

Segundo a medicina chinesa, alguns alimentos e chás protegem contra o calor do verão, e devem ser ingeridos nessa época. Os principais são o suco de melancia com a casca, o chá verde, o chá de raiz de lótus, o suco de abacaxi com hortelã, água de coco e o chá de broto de goiaba.

*Palavra "dosha" significa "defeito, falha ou aquilo que pode causar desequilíbrio". Em outras palavras, os doshas são princípios "energéticos" e "vitais"; regulam e governam todas as funções psicofisiológicas, fisiopatológicas (distúrbios funcionais), o metabolismo e todos os demais processos psicofisiológicos. A teoria tridosha (tri, em sânscrito, significa "três") discorre a respeito da existência de três tipos de doshas. São eles Vata (espaço e ar), Pitta (fogo e água) e Kapha (terra e água). - Clique aqui e leia mais

**Med. Perturbação do organismo causada por excessivo calor em locais úmidos e não arejados; A intermação decorre do descontrole da temperatura do organismo sob a ação do calor. Fonte iDicionário Aulete

*** Intermação: aumento da temperatura corporal por perda da eficiência dos sistemas termoreguladores do organismo.

**** Perfusão: passagem de sangue pelos vasos sanguíneos.

***** Shigueloses: doenças causadas pelas bactérias do gênero shigella, que costumam atacar o tubo digestivo de humanos e animais.

****** Miíase: doença causada pela infestação cutânea por larvas de moscas.




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Você busca a tranquilidade ao acordar?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.