DESTAQUES

Não sei lidar com fracasso e frustração. O que faço?

Rosemeire Zago 01/01/2016 PSICOLOGIA
Primeiro passo: deixe os sentimentos virem à tona ...

por Rosemeire Zago

Resposta: É importante identificar o que ou quem tem causado esses sentimentos em você. Você já pensou sobre isso? Encontrou algo em comum? Pense a respeito.

É preciso ter consciência que o nome que damos aos acontecimentos é o que determina muitos de nossos sentimentos.

O que você denomina fracasso?

Quando busca fazer algo e não dá certo?

Será que o que tem passado, não tem te mostrado para talvez olhar para outra direção? Ou para fazer diferente, ainda que no mesmo caminho?

A dificuldade em superar situações às quais acontecem diferente das expectativas que criamos, ou criam por nós, geralmente tem origem numa educação rígida, autoritária, com muitas cobranças, deixando a nítida sensação de que tudo que se faz está errado. Isso acontece com você?

O importante mesmo é identificar se você tem se cobrando constantemente, sendo perfeccionista e exigente consigo mesma. Geralmente essas características levam a frustrações constantes.

Para encarar a frustração e o fracasso comece deixando seus sentimentos virem à tona quando os sentir, não negue o que sente ao menos para você mesma, esse processo em lidar com os próprios sentimentos já é um início de superação.

Afinal, só podemos superar aquilo que identificamos. Pode ser muito triste o sentimento de perda ou das coisas não acontecerem como esperávamos, porém mais dolorosa é a alienação de nossa própria fonte interna de satisfação.

Não deixe de ter esperanças. Resgate aos poucos sua força interior. Não tenha pena de si mesma, ainda que atravesse momentos difíceis. Dificuldades sempre irão existir, o que podemos mudar é a forma de enfrentá-las. Mude a maneira de enfrentar a realidade, não permitindo que te esmague ou te leve à estagnação. Enfrente uma a uma, não permitindo que nada a derrote, pois o importante é manter a capacidade de lutar, pois as resistências no fundo são interiores. E é com elas que você irá se deparar. Admita suas dificuldades, resistências, fracassos e compreenda que fazem parte do processo da vida e do crescimento interno. Aprenda com tudo isso. Olhe para traz para aprender e para frente para continuar.




Rosemeire Zago

Psicóloga com abordagem junguiana com especialização em psicossomática. Desenvolve uma abordagem voltada para o autoconhecimento e criança interior.



ENQUETE

Quem não tem cão caça com o “ex”, que está receptivo. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.