DESTAQUES

Ser impulsivo é diferente de se defender com rapidez

Rosemeire Zago 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Impulsividade pode ser controlada com meditação e relaxamento

por Rosemeire Zago

"Agir por impulso é benéfico ou prejudicial?"

Resposta: Creio que tudo que seja extremo e feito sem pensar, como no caso de uma pessoa impulsiva, dificilmente poderá trazer algum benefício. Ser impulsivo é muito diferente de saber se defender, responder rapidamente ou argumentar em momentos específicos e com equilíbrio. A pessoa impulsiva geralmente age pela emoção, não racionalizando a situação, ou seja, não há equilíbrio, causando facilmente conflitos. Não vejo nenhum benefício em ser impulsivo.

Quais são os principais prejuízos em agir por impulso?
 

Resposta: Uma pessoa impulsiva geralmente não pensa, ela simplesmente age ou fala sem pensar, fazendo isso de modo instintivo, ou até mesmo incontrolável. O próprio Jung não gostava do termo impulsivo, mas automático, pois a pessoa age de maneira que nem percebe. A impulsividade pode causar muitos conflitos em qualquer área de sua vida, seja profissional, familiar, afetiva, entre amigos... Enfim, pode causar desentendimentos, brigas, e até rompimento de relacionamento, etc. Por falar sem pensar, pode falar demais e se expor com pessoas das quais nem sempre são confiáveis, que depois poderão usar essas informações fornecidas espontaneamente para lhe prejudicar. Ainda pode obter um resultado muito diferente do que o esperado com o que falou. A impulsividade deve ser controlada e se a pessoa não conseguir fazer isso sozinha, deve buscar ajuda de um profissional.

 A impulsividade geralmente está relacionada com a ansiedade. Em geral, pessoas ansiosas são impulsivas.

Dez atitudes de quem age por impulso:

1.  fala sem pensar

2.  fala demais

3.  fala muito rápido

4.  respiração acelerada

5.  'engole' as palavras

6.  geralmente fala mais do que ouve

7.  sempre com pressa, agitada

8.  se expõe independente da situação, ou seja, não considera o momento para falar

9.  se expõe com pessoas desconhecidas, ou até mesmo conhecidas, porém fala demais de si mesma

10.  não tem controle das próprias emoções

O que devo fazer para controlar minha impulsividade?

A impulsividade deve ser controlada com meditação, relaxamento, yoga, exercitar pensar antes de falar e se a pessoa não conseguir fazer isso sozinha, deve buscar ajuda de um profissional, no caso fazer psicoterapia para identificar a origem de sua impulsividade e aprender a controlá-la.




Rosemeire Zago

Psicóloga com abordagem junguiana com especialização em psicossomática. Desenvolve uma abordagem voltada para o autoconhecimento e criança interior.



ENQUETE

Atração física não basta, tem que haver atração mental. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.