DESTAQUES

Minha filha tem 27 anos, já e mãe, mas é infantil e preguiçosa. O que faço?

Blenda de Oliveira 01/01/2016 PSICOLOGIA
Expressar o que pensa traz sensação de leveza

por Blenda de Oliveira

"Sinto muita dificuldade em falar o que penso para minha filha. Ela já é mãe de um bebê de dois meses, mas até agora comporta-se como uma adolescente: fica muito tempo no celular; não organiza a casa dela; sempre deixa os afazeres para o marido; quando vem nos visitar não tira nem o copo da mesa, quer tudo na mão. No trabalho, reclama de todos. Sinto que ela é infantil e preguiçosa. Quando estou longe dela, organizo tudo na minha cabeça para chamá-la a atenção sobre esse comportamento; mas quando chego perto, perco a coragem e adio"

Resposta: Do que tem receio Gislene? Dela não aceitar? De suas palavras não terem efeito? E o marido dela, o que acha? Já tentou conversar com ele e perguntar como ele percebe tudo isso? Talvez possa contar com ele...

Essa conversa com seu genro não tem o objetivo de "falar mal" da sua filha, mas ver se ele percebe isso e também para você poder averiguar por que ele também não toma algumas providências e aceita protegê-la das responsabilidades.

Se ela não aceita terapia, por que você não procura uma orientação para você?

Tenho certeza que lhe ajudaria muito para poder entender as razões pelas quais sente-se tão receosa para ser mais clara e espontânea com sua filha.

Tenho certeza que você se sentiria muito melhor e mais leve com você mesma se conseguisse expressar o que pensa para sua filha, mesmo que ela não se importe muito com o que diga. Vá em busca do que lhe faz melhor, não deixe o medo tomar conta de você.

Boa sorte!

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga e psicanalista Blenda de Oliveira responderá dúvidas e perguntas sobre conflitos familiares e entre pais e filhos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Blenda de Oliveira

Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.



ENQUETE

Suas relações amorosas duram?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.