DESTAQUES

Estou apaixonado por ela, mas ela só me vê como um grande irmão. O que devo fazer?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Tente não desistir depois das primeiras resistências ...

por Anette Lewin

Resposta: Você tem um desafio pela frente, não exatamente um problema.

Talvez se você encarar as coisas desse modo elas se tornem mais fáceis. Realmente a linguagem da amizade é diferente da linguagem do namoro.

Se você observar de longe um homem e uma mulher conversando, mesmo sem saber o que eles dizem, saberá se existe um flerte entre eles ou não, por conta dessa diferença entre a linguagem do namoro e da amizade.

A mulher quando está interessada e quer seduzir em geral:

- usa muito o sorriso;

- os seus olhos brilham;

- os cabelos costumam ser jogados de um lado para o outro;

- explora os dotes físicos como o colo e o cruzar de pernas.

Veja três táticas para você partir rumo a essa conquista:

1ª) Você pode começar essa mudança usando sinais não verbais: olhares mais prolongados acompanhados de sorriso, elogios à aparência dela, etc.;

2ª) Depois, se houver resposta positiva por parte dela, comece a falar aos poucos dos seus sentimentos;

3ª) Tente não desistir depois das primeiras resistências, se acontecerem, pois as mulheres gostam de ser cortejadas e não costumam ceder de cara.

Entenda também, que se, depois de várias tentativas, ela não der algum sinal positivo, é por que ela não está a fim mesmo.

Aí, parta para outra!

Boa sorte!

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Você ama em conta-gotas?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.