DESTAQUES

Até que ponto podemos deixar o passado para trás?

Eduardo Ferreira Santos 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO
Experiências do passado podem ser uma alavanca para vivermos melhor

por Eduardo Ferreira Santos

Resposta: A nossa vida é um traço contínuo, um histórico, com tudo pelo que passamos e nos fez tornamo-nos o que somos hoje.

Não há como "apagar" o passado, deixar de lado lembranças (boas e ruins) que, de alguma forma, construiram nosso modo de ser.

Há, no entanto, uma grande particularidade no ser humano que é a propriedade de aprender com as experiências. Se não podemos esquecê-las, que tal refletir sobre elas e, se for o caso, saber transformar "o limão em uma limonada"?

Assim, olhando nossa história, com todas as suas perdas e conquistas, podemos refinar nossa postura atual perante nossa vida; podemos sair do papel de "vítima" dos acontecimentos e assumirmos o de "sobrevivente", agregando essas experiências para melhorar o que somos e o que pretendemos ser.

Portanto, não há como esquecer o passado, mas aprender a fazer dele uma "alavanca" para o presente e para o futuro!

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. O psiquiatra e psicólogo Eduardo Ferreira Santos responderá dúvidas e perguntas sobre os relacionamentos de uma maneira geral, sobre autoestima e conflitos emocionais. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Eduardo Ferreira Santos

Psiquiatra e psicoterapeuta. Obteve Titulo de Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e o de Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina na USP. Escreveu os seguintes livros sobre relacionamento amoroso: Casamento missão (quase) impossível; Ciúme: O medo da perda; Ciúme: O lado amargo do amor Mais informações: www.ferreira-santos.med.br



ENQUETE

A morte trágica da bancária Lilian Jamberci, vítima do "Dr. Bum Bum", trará à luz uma reflexão sobre o vício da vaidade?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.