DESTAQUES

É possível prevenir uma traição?

Eduardo Yabusaki 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Num relacionamento não há essa garantia

por Eduardo Yabusaki

Às vezes é inevitável abordar determinados assuntos, principalmente quando a situação estiver acontecendo. Porém, no que se refere à traição, pode ser um pouco tarde para conversar a respeito, tamanho o possível estrago já feito.

Assim, é importante que haja espaço para o diálogo, onde cada um possa expor seu ponto de vista de forma que isso seja bem assimilado, sem trazer desconforto ou inquietações para o relacionamento.

Falar sobre traição não é um assunto dos mais confortáveis, entretanto é essencial que cada um saiba como o outro formula e pensa a respeito. Afinal, se pensarmos no contexto de vida de cada um e do próprio relacionamento, estamos o tempo todos expostos a situações e estímulos em que isso possa ocorrer, portanto. vulneráveis ou não, dependendo da personalidade de cada um e do grau de envolvimento no relacionamento.

Assuntos de fundamental importância como: expectativas, sonhos, desejos ou mesmo frustrações não podem deixar de ser tratados pelo casal, pois isso pode nutrir ou gerar dúvidas desnecessárias e criar fantasmas, o que acarretará em conflitos.

É importante que o par tenha alguns cuidados para tratar do assunto traição.

Cinco dicas para falar sobre traição e preveni-la: 

1ª) Mais do que negar essa possibilidade, é importante que ambos assumam que ela existe, mas que sua ocorrência depende da escolha de quem a pratica;

2ª) Abertura de um canal de comunicação sereno e tranquilo para tratar de assuntos delicados; no qual cada um possa se colocar sobre o que pensa e como vê o que ouviu do outro;

3ª) Estabelecer um compromisso para que ambos se cuidem e cuidem um do outro para que não haja espaço para esse tipo de risco;

4ª) Manter sempre um bom clima e harmonia, mesmo em situações de conflito, para poderem resolver qualquer tipo de assunto;

5ª) Falar sobre possíveis assédios que sofram para terem como enfrentar esses inconvenientes.

Proceder dessa forma não é garantia de que a traição não irá ocorrer, mas pode diminuir a sua possibilidade.

É sempre importante que ambos sejam atenciosos e zelosos um com o outro. Só assim pode-se viver intensamente o relacionamento e garantir mais satisfação, prazer e plenitude afetiva e emocional.




Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Quem não tem cão caça com o “ex”, que está receptivo. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.