DESTAQUES

Como livrar-se da dependência de mytedon?

Danilo Baltieri 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Consumo de metadona pode causar dependência

por Danilo Baltieri

"Meu irmão tomou muito tempo um remédio chamado Mytedon, um subproduto da morfina e ficou viciado; está tentando parar aumentando gradativamente o espaço entre um comprimido e outro, mas à medida que aumenta o espaço (20 dias), sente muita depressão, entre outras reações."

Resposta: Mytedon é o nome comercial da medicação conhecida como Metadona, um opioide sintético recomendado para o tratamento de quadros de dor crônica e no manejo especializado da síndrome de dependência de opioides em conjunto com abordagens psicossociais preconizadas.

A Metadona é uma importante medicação que deve ser prescrita por médicos especialistas, dada a chance do paciente desenvolver quadro de dependência. Nos casos de dor moderada ou severa, o uso de opioides frequentemente é aventado, como monoterapia ou combinado com outros medicamentos ou formas de tratamento.

Quando estamos diante de uma pessoa que faz uso de opioides, precisamos saber se esse uso foi prescrito por médico e se o paciente é portador de quadro de dor crônica.

No caso de ter sido prescrito por médico para o tratamento de quadro de dor crônica, o paciente deve ser rigorosamente acompanhado a fim de evitar resultados danosos, como seria o caso do desenvolvimento de uma síndrome de dependência.

No caso de não ter sido prescrita por médico para o manejo clínico de um quadro de dor crônica, podemos mais fortemente estar diante de um indivíduo que faz uso abusivo da droga. Nessa situação, o paciente deve iniciar um tratamento especializado para a retirada da substância.

Síntomas da síndrome de dependência

Pacientes que recebem prescrição médica de medicações opioides como a Metadona podem desenvolver quadro de síndrome de dependência, infelizmente. Nesses casos, o paciente costuma demonstrar alguns sinais que chamam a atenção de familiares e da própria equipe médica, tais como:

a) Comportamento de busca de droga (visitas frequentes a serviços de emergência médica, para obter medicação, sem o conhecimento de seu médico; obtenção de medicamentos através de outros recursos, como amigos, familiares, traficantes; atitudes de "forjar" receitas; mentiras frequentes sobre "perdas" de receitas);

b) Comportamentos de automedicação (aumento da dose, sem orientação médica; uso do opioide para aliviar outros sintomas, como ansiedade, tristeza, angústia);

c) Evidência de prejuízos sociais, familiares e no trabalho, associados ao consumo progressivo dos opioides;

d) Administração concomitante de outras drogas, como álcool, benzodiazepínicos, maconha etc;

e) Abuso de opioides injetáveis.

Sintomas da síndrome de abstinência

Quando um indivíduo que faz uso crônico de medicações opioides tenta cessar seu consumo, ele pode apresentar sintomas da chamada síndrome de retirada ou síndrome de abstinência, tais como:

a) Sudorese;

b) Dores pelo corpo;

c) Cãibras;

d) Taquicardia e hipertensão;

e) Pupilas dilatadas;

f) Humor irritado ou deprimido;

g) Mal-estar geral;

h) Inquietação psicomotora;

i) Calafrios

Seu irmão precisa ser adequadamente avaliado por médico especialista. A razão para o início do uso da droga deve ser esclarecida, objetivando a realização de um tratamento adequado. Os sintomas podem durar por bastante tempo e, quando dão uma trégua, podem retornar sem aviso prévio. A Metadona tem sido associada com risco de morte devido ao seu potencial de induzir arritmias ventriculares (alteração da condução cardíaca normal). Este efeito indesejável da medicação ocorre principalmente quando o paciente está iniciando ou reiniciando o uso dela, momento conhecido como fase de indução.

Desta feita, é mandatório que você e seu irmão procure ajuda especializada o quanto antes. Não percam tempo.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. O psiquiatra Dr. Danilo Baltieri responderá questões ligadas à dependência química e vícios: drogas, álcool, cigarro e psicotrópicos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Danilo Baltieri

Médico psiquiatra. Mestre e doutor em Medicina pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Atualmente é coordenador geral do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas do Instituto de Psiquiatria da FMUSP (GREA-IPQ-HCFMUSP).Tem experiência em Psiquiatria Geral, com ênfase nas áreas de Dependências Químicas.



ENQUETE

Qual candidato à Presidência terá mais condições de melhorar o índice da FIB (Felicidade Interna Bruta) e o do IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.