DESTAQUES

Eu e meu marido atuamos na mesma profissão e competimos

Anette Lewin 01/01/2016 PSICOLOGIA
Felicidade pelo sucesso do parceiro sinaliza que a relação vai bem

por Anette Lewin

"Procuro meu espaço me dedicando a áreas específicas, mas sempre que estou em algo que gosto, acabo esbarrando nele e isto é frustrante. Não consigo crescer na minha profissão ou me sobressair, pois sinto que ele sempre rouba minha cena. O que faço?"

Resposta: Você está mesmo convencida que não cresce profissionalmente por causa de seu marido? Ou você não consegue focar seus objetivos profissionais porque seu foco, na verdade está nele? Quem está preocupado em competir: você ou ele?

Bem, de qualquer forma, sua percepção é que seu marido ofusca seu brilho. Pode ser... Existem pessoas que "aparecem " mais do que outras sem precisar fazer muito esforço para isso. Seu marido pode ser uma dessas pessoas. É importante, no entanto, diferenciar "aparecer" de ser competente. Nem sempre aquele que aparece mais sabe mais ou realiza mais...

Procure fazer uma análise do seu perfil para entender quais são suas melhores características pessoais e se valer delas para alcançar seus objetivos profissionais. Pode ser que você seja , por exemplo, uma pessoa de "bastidores" , ou seja, aquela que trabalha melhor no planejamento e nas ideias do que na linha de frente. Se assim for, melhor evitar ficar disputando os holofotes com pessoas como seu marido. Trabalhe na retaguarda, mas trabalhe de forma eficaz. Uma hora seu trabalho acaba aparecendo.

Por outro lado, continue procurando espaços em que você possa aparecer sem ter seu marido por perto, lembrando-se porém que em qualquer lugar existem pessoas que tentam roubar a cena e você vai ter que aprender a lidar com isso.

Avalie tambem se essa competição não sinaliza dificuldades no relacionamento afetivo projetadas no trabalho. Tente entender como vocês costumam agir no plano amoroso. Tambem competem? Ou sabem conviver como parceiros? Quem domina a relação? Quem aparece mais? Essas respostas podem ajudar a entender melhor o que acontece para que você se sinta a "derrotada" no relacionamento. E assim tentar sair desse papel.

Finalmente lembre-se, que qualquer relacionamento amoroso exige algum tipo de renuncia. Se você quer preservar seu casamento, talvez tenha que evitar colocar essa competição profissional tão em evidência. Converse francamente com seu marido e tentem determinar qual o espaço profissional de cada um. Abrir o jogo pode inclusive enfraquecer essa competição e fortalecer a cooperação entre vocês, uma vez que " esconder o jogo" é a arma mais poderosa nas relações competitivas. E pode despertar uma sensação que ainda não foi descoberta por vocês como casal: experimentar a felicidade pelo sucesso do parceiro como se fosse sua própria felicidade. É o que sinaliza que uma relação amorosa vai bem!

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Qual candidato à Presidência terá mais condições de melhorar o índice da FIB (Felicidade Interna Bruta) e o do IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.