DESTAQUES

Métodos "naturais" de combate ao colesterol podem ser duvidosos

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

Da Redação

A utilização de métodos “naturais’ para combater o excesso de gordura no sangue, tais como a ingestão de berinjela com laranja, por exemplo, não tem qualquer base científica e é de eficácia duvidosa.

O principal tratamento para diminuirmos as concentrações de gorduras no organismo é a dieta pobre em gorduras - evitando alimentos como frituras, ovos, queijos amarelos, carne vermelha, dando preferência a uma dieta à base de verduras, saladas e carnes brancas (principalmente frango sem pele e peixes). Além disso, as atividades físicas ajudam bastante, pelo menos 30 minutos por dia.

Para que entendam melhor existem três tipos de colesterol: o LDL, o VLDL e o HDL. As frações LDL e VLDL do colesterol (as ruins) carregam as gorduras para dentro das artérias, entupindo-as. A fração HDL do colesterol (o bom colesterol) carrega as gorduras para o fígado, de onde elas são metabolizadas e eliminadas pelo intestino. Quando os níveis de LDL estiverem acima de 130mg/dl e os de VLDL acima de 40mg/dl, o risco de doenças cardíacas é maior, enquanto o HDL, que é benéfico ao organismo, diminui o risco quando sua concentração no sangue estiver acima de 40mg/dl.

Principais causas do aumento de colesterol

As principais causas do aumento de colesterol e triglicérides no organismo são: obesidade, ausência de exercícios, tabagismo, problemas nos rins, hereditariedade e diabetes mal controlada. O colesterol pode aparecer com dietas ricas em gordura, deficiência no funcionamento da tireoide, problemas no fígado. Já o triglicérides aparece pelo excesso de calorias na dieta, abuso no uso de álcool e a utilização de alguns medicamentos tais como contraceptivos orais, corticosteroides, diuréticos e estrógenos.

Cada pessoa elimina as gorduras do sangue de maneira diferente. Um indivíduo pode consumir grandes quantidades de gordura e nunca apresentar uma concentração alta de colesterol no sangue, enquanto outro pode seguir uma dieta com baixa gordura e jamais apresentar uma concentração de colesterol ideal. Essa diferença é determinada, basicamente, pelo fator hereditário.

Vale reforçar que o uso de medicamentos específicos para a redução das gorduras é indicado em situações especiais, só devendo ser utilizado quando prescritos por médicos, já que podem provocar efeitos colaterais indesejáveis, se não forem tomados corretamente.




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Qual candidato à Presidência terá mais condições de melhorar o índice da FIB (Felicidade Interna Bruta) e o do IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.