DESTAQUES

Dia Internacional da Mulher: há um caminho para erradicar a violência contra ela?

Soraya Rodrigues de Aragão 06/03/2019 PSICOLOGIA
Dia Internacional da Mulher: há um caminho para erradicar a violência contra ela?
Fonte: imagem Pixabay
Apesar de todos os esforços empreendidos por muitas mulheres no decorrer da História, a violência contra elas ainda subsiste

Por Soraya Rodrigues de Aragão

Nesta sexta-feira, 8 de março, celebra-se o Dia Internacional da Mulher. Hoje, o Brasil vive uma pavorosa sequência de feminicídios: 330 só neste ano, até o exato momento da edição deste texto. A data serve para refletir sobre este grave problema social e pensar em sólidas políticas públicas para poder manejá-lo.    

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a violência é definida como o “uso intencional  da força ou poder em uma forma de ameaça ou efetivamente, contra si mesmo, outra pessoa ou grupo ou comunidade, que ocasiona ou tem grandes probabilidades de ocasionar lesão, morte, dano psíquico, alterações do desenvolvimento ou privações” (OMS, 2002)

No entanto, apesar de todos os esforços empreendidos por muitas mulheres no decorrer da História, a violência contra elas ainda subsiste, faz parte do nosso convívio hodierno (atual), de nossas raízes socioculturais, algumas vezes veladas, silenciosas e difíceis de ser identificadas (como a violência psicológica); já outras, são totalmente ostensivas, como agredir fisicamente ou matar.    

É inegável que a mulher foi historicamente um grupo excluído e marginalizado. Neste processo sócio-histórico, a violência contra elas deve ser percebida e interpretada como uma construção sociocultural, mas infelizmente foi internalizada perigosamente como algo normal e legitimado. Por se tratar de uma construção social, a violência de gênero pode ser desconstruída. Sendo assim, a medida a ser tomada seria educar os meninos acerca do respeito à mulher principalmente nas escolas, visto que o substrato das mudanças que precisamos chama-se educação e respeito à cidadania.

 




TAGS :

    psicologia, dia internacional da mulher, violência

Soraya Rodrigues de Aragão

Soraya Rodrigues de Aragão é Psicóloga, Psicotraumatologista, Expert em Medicina Psicossomática e Psicologia da Saúde. Escritora e palestrante. Conselheira terapêutica em violência entre parceiros íntimos. Pesquisadora em Transtornos de Ansiedade e Especialista em Transtorno de Pânico. Autora dos livros: "Fechamento de ciclo e renascimento"; "Supere desilusões amorosas e pertença a si mesmo"; " Liberte-se do Pânico e viva sem medo!" www.sorayapsicologa.com, www.alquimiadavida.org



ENQUETE

Qual o preço de se buscar a perfeição?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.