DESTAQUES

Paixão: projeção da ‘perfeição’

Ângelo Medina 28/01/2019 COMPORTAMENTO
Paixão: projeção da ‘perfeição’
Fonte: imagem Pixabay
“Difícil é amar uma mulher e simultaneamente fazer alguma coisa com juízo.” Leon Tolstói

Por Ângelo Medina

Esta frase de Tolstói, sob meu ponto de vista, estaria corretíssima, se substituíssemos por se apaixonar por...

O ato de amar, ao contrário, contém uma boa dose de juízo. A falta de juízo é muito mais própria à paixão. Nesta, o outro é incrível e fazemos qualquer loucura para vê-lo feliz e nos sentirmos felizes!

Em geral, tudo tende a fluir harmonicamente quando o par está apaixonado. O parceiro (a) parece perfeito, o idealizamos, projetando nele todos nossos anseios.

Já no estágio subsequente, o do amor, isso para quem consegue chegar lá, a temperatura já baixou, e passamos a conhecer o outro, de verdade, com todas suas qualidades e defeitos. Mesmo com o “lado negro” do par exposto, continuamos a admirá-lo e nos doamos sem nos exaurir...

Atitudes como empatia, generosidade, uma grande sintonia, o cuidado e o enorme carinho pelo outro nos deixam preenchidos e felizes no relacionamento.  
 
Quanta mais se entrega com prazer, mais se recebe... Nessa profunda troca, há uma fonte simbiótica, multiplicadora e inesgotável.

Como já disse por aqui, amor rima com dor sim. O que podemos extrair dela, é um aprendizado para fortalecer o vínculo no relacionamento.                              

 

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor(a), mais perto ainda de nós. O jornalista e editor do portal Vya Estelar, Ângelo Medina, responderá perguntas ou dúvidas relacionadas a este post que você acabou de ler. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



TAGS :

    amor, paixão, vya estelar

Ângelo Medina

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Você sente dificuldade de sair de um relacionamento abusivo?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.