DESTAQUES

Cuidado com suas máscaras

Blenda de Oliveira 09/04/2018 AUTOCONHECIMENTO
Cuidado com suas máscaras
Fonte: imagem Pixabay
... ao usar as máscaras, cuide para que não se tornem sua segunda pele... Talvez, primeira

Por Blenda de Oliveira

Eu nunca tive muita paciência para seguir grupos, gurus e discursos messiânicos. Nunca topei política na minha vida profissional como padrão. Perdi algumas oportunidades, porque simplesmente não bajulei e me recusei muitas vezes a doar meu tempo como plateia das vaidades.

TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



Por outro lado, sempre cultivei profunda admiração por alguns mestres, algumas teorias e, felizmente, posso dizer que tive e tenho muitas pessoas e situações na vida que me inspiram e por elas sou absolutamente grata.

Hoje, não me sinto obrigada a quase nada. Muito devo a pessoas inspiradoras, inteligentes e com senso agudo de respeito e liberdade para pensar, fazer, contribuir e me aceitar como sou. Como aprendo!

Lembro-me de um professor que foi um influenciador direto na minha carreira que sempre me dizia que, na nossa profissão, a liberdade de ser do analista é um aspecto altamente transformador na lida com o sofrimento. Fazer de conta, não rola!

O excesso de compromisso com a vaidade intelectual, excesso de títulos, políticas de grupo para a sobrevivência profissional parece necessário para alguns existir por pouco ou por todo o tempo.

Porém, se puder escolher, tenha a liberdade de ir e vir, cultive a espontaneidade, a lealdade consigo mesmo e, ao usar as máscaras, cuide para que não se tornem sua segunda pele... Talvez, primeira.

 




TAGS :

    eu, máscaras, personalidade, psicologia, autoconhecimento

Blenda de Oliveira

Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.



ENQUETE

Quem não tem cão caça com o “ex”, que está receptivo. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.