DESTAQUES

Muitos objetivos e poucos recursos? Saiba o que fazer

Marilena Lavorato 03/01/2018 SERVIÇOS
Muitos objetivos e poucos recursos? Saiba o que fazer
Fonte: imagem Pixabay - bitcoin moeda virtual
Somos quase que analfabetos financeiros

por Marilena Lavorato

Este é um tema bastante necessário e em épocas de crise, é fundamental.

TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



A forma como lidamos com o dinheiro é resultado do nosso entendimento e conhecimento sobre o assunto.

Este assunto não é pesquisado ou estudado com atenção e aprofundamento pela maioria das pessoas. Somos quase que analfabetos financeiros, carentes de ajuda de especialistas na hora de tomarmos decisões sobre empréstimos e aplicações. Por isso é fundamental a educação financeira tanto para adultos quanto para os jovens.
 
Segundo a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), educação financeira é “o processo mediante o qual os indivíduos e as sociedades melhoram a sua compreensão em relação aos conceitos e produtos financeiros, de maneira que, com informação, formação e orientação, possam desenvolver os valores e as competências necessários para se tornarem mais conscientes das oportunidades e riscos neles envolvidos e, então, poderem fazer escolhas bem informadas, saber onde procurar ajuda e adotar outras ações que melhorem o seu bem-estar. Assim, podem contribuir de modo mais consistente para a formação de indivíduos e sociedades responsáveis, comprometidos com o futuro".

Muitos objetivos e poucos recursos

É comum termos muitos objetivos e poucos recursos financeiros.  Então a dica principal é planejar o futuro, e ficar atento na administração dos gastos e investimentos.  

Quando falta dinheiro, temos 3 opções simples a nossa frente:  

1) Aumentar a receita (sem se endividar com empréstimos);

2) diminuir as despesas (cortar gastos);

3) as duas anteriores (aumentar a receita e diminuir as despesas).

Escolher uma das opções é fácil, difícil é colocá-la em prática.  Mas brincadeiras à parte, o beabá da educação financeira está em controlar gastos, que é administrar receita e despesa, saber onde investir, que é compreender as nuances do mercado para aproveitar as oportunidades e não perder dinheiro, e planejar o futuro, que tem a ver com seus objetivos de vida.

É também recomendável ter uma cultura precavida perante a vida, que incluí a previdência e o seguro.

Se gostou do tema e quer se aprofundar no assunto, existem publicações especializadas e até mesmo cursos de educação financeira.

Sabendo lidar com o dinheiro, terá um futuro estável e sem grandes atropelos nessa área.

Boa sorte e bons lucros.




TAGS :

    tenho, pouco, dinheiro, educação, financeira

Marilena Lavorato

É Publicitária (PUCC) com especialização em Marketing (ESPM), Negócios (FGV/SP), Sociologia e Política (EPGSP/SP), Gestão Ambiental (IETEC), e Gestão Empresarial Estratégica (USP). Organizadora do Programa Benchmarking Ambiental Brasileiro, Co-Editora do Livro BenchMais, Presidente do Comitê de Sustentabilidade do Instituto Mais, Professora e conferencista para os temas Benchmarking Ambiental e Marketing Verde em universidades e congressos. Mais informações: www.institutomais.org



ENQUETE

Eleição presidencial no Brasil se transformou em plebiscito de Bolsonaro?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.