DESTAQUES

Avó e tia me cobram retribuição financeira por terem me ajudado no passado. O que faço?

Blenda de Oliveira 09/08/2017 PSICOLOGIA
Avó e tia me cobram retribuição financeira por terem me ajudado no passado. O que faço?
Fonte: Google Imagens
Afastar-se completamente pode lhe trazer sentimentos de confirmação sobre ser ingrata

por Blenda de Oliveira

Depoimento de uma leitora:

“Morei com minha avó e minha tia até os vinte e um anos. Sou muito grata por tudo que fizeram por mim. Mas pra elas ser grata é dar dinheiro ou qualquer ajuda financeira. Dizer somente obrigado não basta e por isso acabo sendo uma pessoa ingrata para elas. Eu não concordo com isso, por isso me isolo, nem as visito mais... Eu estou agindo errado? Não sei como mostrar que sou grata por tudo.”

Resposta: Bom, parece que há uma divergência enorme entre vocês quanto ao conceito de gratidão. Não sei se terá muito sucesso, tentando modificá-las ou afastando-se. Considere a possibilidade de um meio do caminho.

Como tem uma história importante com elas, talvez, fosse interessante visitá-las de vez em quando. Leve algo material e simples, nada que tenha muito que se preocupar. Se pedirem dinheiro ou reclamarem, não se prenda à reclamação. Ouça e afirme para você mesma que está fazendo sua parte e do melhor jeito. Fique um pouco e vá embora.

Afastar-se completamente pode lhe trazer sentimentos de confirmação que é ingrata, além de culpas desnecessárias. Há coisas que quanto mais nos afastamos, mais próximos e dependentes estaremos delas.

Para que siga sua vida com tranquilidade, sem essas pendências, reflita sobre maneiras menos radicais de lidar com essa situação. Não se trata de certo ou errado, nem se trata do que é melhor para sua avó ou tia, mas o que é bom para você.

Boa sorte.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de uma psicóloga e não se caracteriza como sendo um atendimento.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga e psicanalista Blenda de Oliveira responderá dúvidas e perguntas sobre conflitos familiares e entre pais e filhos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Criteo Publicidade:

TAGS :

    cobrar, ajuda, financeira, por, ter, ajudado, chantagem, emocional

Blenda de Oliveira

Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.